A floração dos Ipês está ligada diretamente à temperatura e às chuvas. Segundo ele, esse tipo de árvore costuma florescer entre os meses de julho a setembro, quando, por conta da baixa umidade, as folhas caem e suas sementes são espalhadas pelo vento e germinadas.
Os Ipês durante o dia e o brilho da lua cheia à noite , mostram a beleza da natureza, aqui em Lagoa Santa
IpÍs roxos em LS alegram o Inverno
 
ipe_roxo07.JPG ipe_roxo06.JPG ipe_roxo05.JPG
ipe_roxo_04.JPG
ipe_roxo04v.JPG
ipe_roxo_01.JPG
ipe_roxo_01.JPG
ipe_roxo_02.JPG
ipe_roxo_02.JPG
IpÍs amarelos e mangueiras floridas alegram a chegada da primavera
 
ipe_amarelo01.JPG
ipe_amarelo01.JPG
ipe_amarelo02.JPG
ipe_amarelo02.JPG
ipe_amarelo03.JPG
ipe_amarelo03.JPG
O brilho da lua cheia à noite
lua_cheia_01.JPG
lua_cheia_01.JPG
lua_cheia_02.JPG
lua_cheia_02.JPG
lua_cheia_03v.JPG
lua_cheia_03v.JPG
lua_cheia_04.JPG
lua_cheia_04.JPG

Mostrando as imagens da cidade, formadas pela natureza.
lua_cheia_05.JPG
lua_cheia_05.JPG
E nas cidades, o que fazem as árvores? Elas purificam o ar através da fixação em suas folhas da poeira que, depois será conduzida para o solo pela chuva; proporcionam sombra e conforto térmico; reduzem a velocidade do vento; conservam a umidade do solo e do ar; influem no balanço hídrico, favorecendo a infiltração da água no solo; amortecem os ruídos; abrigam e alimentam a fauna, equilibrando cadeias alimentares e diminuindo pragas; e, por fim, embelezam a paisagem.
Veja tambem: Os pequizeiros e so pés de Flamboynt
www.lagoasanta.com.br a revista virtual da cidade